Pagamentos de sinistros em tempo real pode ser uma nova realidade

Pagamentos de sinistros em tempo real pode ser uma nova realidade

Uma das principais demandas de consumidores de seguros, os pagamentos instantâneos de sinistros caminham para se tornar uma realidade no mundo.

No entanto, isso depende de existir no país uma infraestrutura de transferência de valores em tempo real, como o Pix no Brasil. Os pagamentos instantâneos de sinistros caminham para se uma nova realidade no mundo, porém, a demanda depende de existir no país uma infraestrutura de transferência de valores em tempo real, como o PIX no Brasil.

De acordo com informações do site Valor Econômico, o CEO da Insurtech de pagamentos One Inc., Ian Drysdale, relatou durante o InsurTech Connect (ITC), em Las Vegas, nesta quarta-feira (21) que nos Estados Unidos, os pagamentos são realizados através de cartões de crédito e pela própria infraestrutura das instituições financeiras, além da possibilidade de o cliente escolher plataformas digitais como PayPal e Venmo.

Durante o evento, o sócio e diretor-executivo de parcerias da área de pagamentos do J.P. Morgan, Ray Nazloomian, contou que “cerca de 70% dos clientes de seguradoras mudariam de marca se pudessem ter uma experiência digital mais rápida no recebimento de indenizações”.

Segundo o especialista, a possibilidade de realizar pagamentos em tempo real existe tanto para as insurtechs quanto para seguradoras incumbentes. “Nos últimos anos, a indústria de seguros chegou à conclusão que nenhuma companhia pode resolver esse problema sozinha. É preciso parcerias estratégicas com bancos ou fintechs para habilitar uma experiência de pagamentos de sinistros em tempo real”, afirmou Ray Nazloomian.

A experiência da seguradora Liberty mostra ser importante oferecer opções ao cliente sobre a forma como ele quer receber o valor.”Fizemos mudanças no nosso processo de pagamentos. Colocamos nas mãos dos consumidores a escolha sobre qual o método de pagamento prefere”, pontuou o consultor de tesouraria da Liberty, Ricky Labore.

O CEO da One Inc. acrescentou que as seguradoras vivem no mesmo mundo que as companhias digitais de várias indústrias. “Então os consumidores querem experiências que sejam como aquelas que eles têm com a Netflix ou a Amazon. Globalmente há uma guinada em direção a sistemas de pagamentos em tempo real.

O seguro tem de ser capaz de pagar sinistro em menos de 24 horas e mesmo em minutos.” Para finalizar, o executivo contou que esse tipo de solução envolve a possibilidade de o cliente escolher como e onde quer receber o dinheiro. “As seguradoras precisam ser capazes de enviar a indenização para uma conta com cartão de débito, mas também para cartões de crédito ou carteiras digitais”.  


Mais notícias


Vídeos em destaque!

Nossos Patrocinadores